Mercia Pessôa: Súrnia (1996)

Mercia Pessôa nasceu e mora no Rio de Janeiro. Poeta, é autora de Súrnia, (1996),  Zoa (2016) e Augusta (2019). Possui Doutorado em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho – UNESP, com o tema “ Veredas Fáusticas da Narrativa: Almas Mortas e Grande Sertão” (2005), Mestrado em Poética (Ciência da Literatura) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – UFRJ com  a dissertação “Misoginias Poéticas? A fragmentação do gênero em Gógol “(1998), é especialista em língua e literatura russa (1990).



Os poemas a seguir foram selecionados da obra Súrnia, (1996).




UMA MULHER E SUA QUARTA-FEIRA DE CINZAS

Tenho febre de lebre, anoiteço
Quase sem cor. De cor: “As horas
Que contém a forma
Na casa do sonho transcorreram”
Já não há mais rima para quedo
Que não seja medo
E talvez
Não haja conteúdo tampouco
O verso tornou-se um hiato
Entre o aposto e a eterna aposta
Seu reverso – uma partilha
Sem ponto final
E o que me resta jogar? Senão refutar
As palavras em perdas e ganhos. Para depois
Sorrir, sem fazer carnaval, demonstrando
O corpo e os dentes
Ao etéreo namorado

(mais…)