Roberto Casarini: Casa 08 80 (2017)

Roberto Casarini (Marília/SP, 8.10.1983), ou Casa, publicou cinco livros de poesia: Casa Rio (Medita, 2013), Casa Fogo (Medita, 2013), Piroca na Oca (Medita, 2014), Casa Mari (2015) e Casa 08 80 (Urutau, 2017). participou do Laboratório de Criação Literária (Ed. Lab.) sob a pajelança do poeta Cláudio Willer, xamã-beat-surreal. o autor traduziu os poemas permutantes de Julio Cortázar, alguns deles publicados na revista euonça. a poesia construída por Casarini, usualmente, é feita à máquina com a permutação de cores (vermelho e negro), o que provoca labirintos ou galáxias de múltiplos versos. atualmente, usa pincéis, dedos e cotonetes para que as cores e formas se fundam com as palavras na criação de uma topografia de circuitos integrados. já pintou as paredes de casa e os muros da cidade na busca de novos traços, espaços e diálogos. poeta concreto e argamassa. poeta de ocas e casas ao acaso. poeta de 80 mundos em mudos muros. os poetas concretos e os escritores Julio Cortázar e Oswald de Andrade são os principais novelos usados pelo autor na costura de sua poética.

 

 

Os poemas a seguir foram selecionados do livro Casa 08 80 (Urutau, 2017).

 

(mais…)