Lubi Prates

Lubi Prates é poeta, editora e tradutora. Tem dois livros publicados, coração na boca (2012 / 2016) e triz (2016), além de diversas participações em antologias nacionais e internacionais. Participou da organização da GOLPE: antologia-manifesto (2016), um grito de diversos artistas contra o golpe político que sofreríamos no Brasil. É sócia-fundadora e editora da nosotros, e editora da revista literária Parênteses.

 

 

Os poemas a seguir são inéditos.

 

 

PARA ESTE PAÍS

 

para este país
eu traria

os documentos que me tornam gente
os documentos que comprovam: eu existo
parece bobagem, mas aqui
eu ainda não tenho esta certeza: existo.

para este país
eu traria

meu diploma os livros que eu li
minha caixa de fotografias
meus aparelhos eletrônico
s
minhas melhores calcinhas



para este país
eu traria
meu corpo

para este país
eu traria todas essas coisas
& mais, mas



não me permitiram malas

: o espaço era pequeno demais

aquele navio poderia afundar


aquele avião poderia partir-se



com o peso que tem uma vida.

para este país
eu trouxe

a cor da minha pele
meu cabelo crespo
meu idioma          materno
minhas comidas preferidas
na memória da minha língua

para este país
eu trouxe

meus orixás
sobre a minha cabeça
toda minha árvore genealógica
antepassados, as raízes

para este país
eu trouxe todas essas coisas
& mais

: ninguém notou,
 mas minha bagagem pesa tanto.

 

(mais…)

Desconcertos de Outubro

Alguns registros em vídeo do Desconcertos de Outubro, organizado por Claudinei Vieira na Patuscada – Livraria, bar & café, dia 29/10/2016, que teve como convidados Andréa Del Fuego, Lubi Prates, Pedro Tostes, Mariana Basílio, Paulo César de Carvalho e Giselle Vianna. Neste mesmo evento, Daniel Tomaz Wachowicz lançou seu livro As musas estão esmagadas no asfalto, pela editora Benfazeja.

 

(mais…)