Geruza Zelnys: Folheio teus cabelos, no contratempo do vento (2017)

Geruza Zelnys é escafandrista com doutorado em literatura líquida. Pesquisa as potencialidades provocativas, educativas e terapêuticas das oficinas de criação literária (UNIFESP-CAPES). Em 2014, criou o curso de Escrita Curativa. Publicou três livros de poesia: esse livro não é pra você (Ed. Patuá, 2015), se do meu púbis nascessem asas & outros poemas (Editora Oito e Meio, 2017) e Folheio teus cabelos, no contratempo do vento (Ed. Urutau, 2017); um livro de contos: 9 janelas paralelas & outros incômodos (Ed. Dobradura, 2016) e um romance com o prêmio PROAC 2015: tatuagem: mínimo romance (Ed. Patuá, 2016). O livro de poemas Quintais foi selecionado no Primeiro Edital de Publicação de Livros da Prefeitura de São Paulo e será publicado em 2018. Escreve no blog geruzazelnys.blogspot.com.br.

 

 

Os poemas a seguir foram selecionados do livro Folheio teus cabelos, no contratempo do vento (Ed. Urutau, 2017).

 
 

 
 

SEMANÁRIO OU O TEMPO DA DELÍCIA

 
folheio teus cabelos nesta manha de segunda-feira
 

folheio teus cabelos pela manhã
e um sonho colado à corda de sete linhas mais
uma orelha
pendurada na língua a palavra
estremeço

meus olhos abertos no escuro

todas as páginas escritas começam a queimar
pelas beiradas
depois o centro
estremece

a cidade e seus chakras encobertos pela luz

um poema escapa
dos teus pelos
e eu não posso perdê-lo

fodam-se os livros

fodam-se os livros
e todas bibliotecas itinerantes

teu nome é incêndio
e morde

 

(mais…)