Gabriel Felipe Jacomel: Deflora (2016)

Gabriel Felipe Jacomel é autor da Deflora (Editora Patuá, 2016), bem como de diversos escritos espalhados por aí – grande parte disponível em faziafagiaebulimia.blogspot.com. Gravou com o Balanço Bruxólico os EPs homônimo (2007) e Episódio Piloto (2010), e com o Café da Manhã outro EP de mesmo nome da banda (2012). Também atuou em alguns curtas, longas e peças, e dirigiu algumas destas.

 

13335401_10209747423310729_500583823_n

 

Os poemas a seguir foram selecionados do livro Deflora (Editora Patuá, 2016).

 

ONIFAGIA (FAS ORAL)

expurgarte
vomitar-te
até o estranho objeto
até o entranho abjeto
de mim fora
fazer parte

refeição de meninice

não sacia
só faz arte”

    no sofá
a lambuzar

no sol fa(z)
ali mentar

 

 

BENDITO FRUTO PROIBIDO

Pecado Original
foi Deus ter ousado
deflorar o Caos

 

captura-de-tela-2016-10-16-as-12-31-39

 

FLOR DE NÓS

rosnei pra flor interior
de meus pecados capitais
não há alívio em seu favor
nem comprimidos semanais

nem compromissos semanais
nem consumismos seminais

ou a massagem de palavra
que me toca e não desfaz
ou laxativotaxativofitopaz
que não me toca não desfaz

o nó

sem tempo, início ou fim pra desatar

felicidade para felinos poucos

 

 

À UNHA

te fazer
sorrir
num piscar
de dedos

 

JOGO DA FORCA

fiz do palco cadafalso
cada passo do algoz
pois eu mesmo coroou

manter o sorriso
por tempos e tempo ensaiando

(lábios de bailarina costumam mesmo ser sofríveis)

sem o atrito na traqueia
a gente era feliz e já sabia

cor te passa e fica Rainha

Primata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *