Gabrielle Dal Molin: Carnaval no Abismo (2021)

Gabrielle Dal Molin nasceu em 1987, em São Paulo. Viveu no interior deste estado até se mudar para o Rio Grande do Norte. É professora de História, mestre em Antropologia e doula. Além de poemas, escreve sobre as vivências de ser mãe, bissexual e não monogâmica. Seu primeiro livro de poesia, Seiva (Ed. Multifoco) foi publicado em 2017 e o segundo, Carnaval no Abismo, acaba de ser publicado pela Munganga Edições, contemplado pela Lei Aldir Blanc, através da Fundação José Augusto, do Governo do RN. 

foto: Ian Rassari


Os poemas a seguir foram selecionados do livro Carnaval no Abismo (Munganga Edições, 2021).




CARNAVAL NO ABISMO



arisco feitiço

nosso tempo é desse silêncio
forte
feito o mar sem grito

é menor do que eu penso

arrisco chamar de amor
um carnaval nesse abismo


MORDIDA


morrer e não morrer
galhos da mesma semente
preciso é comer o fruto
— a pele macia do futuro



CRIANÇA

Um raio rabiscava o céu
O medo atiçava serpentes

Em meu ventre uma luz
Flechando a linha imaginária
Que percorre o mundo

Gostava do tempero da carne crua
— o sangue
A alegria e a morte de mãos dadas

Existir era tão profundo
Que nem cabia nos números que eu tinha



AOS QUINZE

pendurava brincos de penas
nas orelhas pra ver se voava



MIMESE


um lagarto absorve o cinza do concreto
até que seja impossível dizer
o que difere a vida do cimento
a massa corrida
ou a sede do tempo


Primata

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *