Alberto Bresciani: Fundamentos de ventilação e apneia (2019)

Alberto Bresciani nasceu no Rio de Janeiro. Vive em Brasília. É autor de Incompleto movimento (José Olympio Editora, 2011), de Sem passagem para Barcelona (JoséOlympio Editora, 2015, finalista do prêmio APCA de Literatura – Poesia de 2015) e de Fundamentos de ventilação e apneia (Editora Patuá, 2019). Integra, entre outras, as antologias Outras ruminações (Dobra editorial, 2014), Hiperconexões (Editora Patuá, 2014), Pássaro liberto (Scortecci Editora, 2015), Pessoa – Littératurebrésilienne contemporaine (Revista Pessoa, editionspéciale – Salon du Livre de Paris, 2015) e Escriptonita(Editora Patuá, 2016). Tem poemas publicados em portais, blogs e sítios da internet e em revistas e jornais impressos.





Os poemas a seguir foram selecionados da obra Fundamentos de ventilação e apneia (Editora Patuá, 2019)




HIENAS


I

Acreditamos
(em vão)
em mutações,
cura e resgate

Muitos sóis caem
e as impossibilidades
ainda sustentam
nossos desertos


II

A fome é o que mantém
as hienas acordadas.


TRINTA E UM


O tempo não nos fez
mais sábios, o tempo
nos cega e engana

Nossos planos, essas
metas de fim de ano
cairão como fortalezas

Melhor nos serve
a memória dos peixes
– breve, breve, breve

Escrever nossos nomes
no papel em branco,
a certeza

de não nos ferirmos,
apagar quedas,
estragos, trancos

Provemos as cerejas
que sobraram sobre a mesa
São doces, macias.



MITO


E talvez tivéssemos
o mesmo gosto
E talvez quiséssemos
a prova,
mas não éramos
de todo humanos
Talvez fôssemos
apenas
as sombras finais.


CORVOS


Não via os corvos,
mas eram corvos,
prendendo o tempo
E eu criava pombos

Quando você saiu,
as sombras
tinham penas negras
e ficaram pela casa,
pela garganta,
as suas penas

Ontem entendi
e acendi a luz.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *